1960 • Em 1966, ocorreu a implantação do Patrulheirismo em Campinas pelo Dr. Roland Peres, Juiz Substituto da Primeira vara Criminal e de Menores, e pela Senhora Maria Angélica Barreto Pyles.
• Em 1968, foi fundada a Entidade Patrulheiros Mirins de Campinas, cuja sede ficava no subsolo do Palácio da Justiça.
• Formação da primeira turma de patrulheiros, composta por 16 garotos que participaram de um curso de formação durante 3 meses.
1970 • Alteração da razão social da Entidade para Círculo de Amigos do Menor Patrulheiro de Campinas (CAMPC).
• A administração da Entidade passou a ser feita por membros do Rotary Club de Campinas Sul.
• Inauguração da sede própria, com área de 19.000 m2, doada pela Prefeitura Municipal de Campinas.
• Formatura da primeira turma de patrulheiras. Uma grande conquista para as mulheres, uma vez que o mercado de trabalho era constituído majoritariamente por homens.
1980 • Reestruturação do processo seletivo.
• Reestruturação do projeto pedagógico do curso de Patrulheirismo.
• Reestruturação dos serviços socioassistenciais prestados à comunidade campineira.
1990 • Implantação do Centro de Inclusão Digital, em parceira com a Fundação Bradesco e a Intel.
• Intensificação do trabalho com as famílias, visando à convivência social e comunitária e o fortalecimento de vínculos.
2000 • Criação e ampliação do acervo da biblioteca Wilson Vieira Alves.
• Aprovação e inscrição do curso Aprendiz de Auxiliar Administrativo junto ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA Campinas).
• Primeiro Simpósio de Projetos Educacionais para Patrulheiros.
• Implantação do curso Inglês para recepção, em parceira como Centro Cultural Brasil Estados Unidos – Campinas.
• Parceira com a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Estado de São Paulo (SERT) para oferecer serviços de auxílio à inserção no mercado de trabalho para jovens acima de anos.
2010 • Inauguração de novo prédio da Entidade, com 10 de salas de aulas, biblioteca, laboratório de informática e espaço para realização de eventos.
• Oferta do curso Inglês para Fins Gerais, também em parceira com o CCBEUC – Campinas.
• Reformulação do Estatuto Social.
• Alteração da razão social de Círculo de Amigos do Menor Patrulheiro de Campinas para Centro de Aprendizagem e Mobilização pela Cidadania, mantendo a sigla CAMPC e o nome fantasia Patrulheiros Campinas.
• Publicação da Resolução CNAS nº 33 definindo a Promoção da Integração ao Mercado de Trabalho no campo da assistência social e estabelecendo seus requisitos.
• Inauguração do Ginásio Esportivo e Cultural Paulo Celso Motta, com ampla quadra, vestiários, palco, camarim, cantina, cozinha e salas para equipamentos.
2013 • Implantação do Programa de Aprendizagem Profissional, com duração de 11 meses, atendendo às exigências do Ministério do Trabalho e Emprego.
• Contratação de Nutricionista, responsável pela garantia da segurança alimentar e nutricional dos aprendizes e dos funcionários.
2014 • Implantação do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos pra adolescentes de 15 a 17 anos.
• Medalha Ouro do Mérito Judiciário da Justiça do Trabalho da 15ª Região.
• Início da ampliação do prédio educacional com a construção de mais 4 salas de aula.
• Informatização do cadastro para ingresso na Oficina de Formação geral para o Mundo do Trabalho com referenciamento pela rede socioassistencial e escolar.
• Lançamento do Curso Aprendiz de Vendedor de Comércio Varejista.

facebook